Interior1

Interior do Fluviário de Mora / CMM

 

Cumpridos que estão 11 anos da sua abertura, o Fluviário é uma referência para todos os que visitam o município de Mora e o distrito de Évora.

Trata-se de um aquário público dedicado aos ecossistemas de água doce, cuja natureza científica, cultural e de lazer, recria o universo aquático e consolida uma vertente educativa e ambiental. Ao longo da visita são dados a conhecer os mais de 600 exemplares de 69 espécies de três continentes – Europa, Ásia e África.

Este ano, no dia 23 de março, a comemoração do aniversário do Fluviário de Mora, que incluiu uma sessão promovida pela Câmara Municipal para destacar o percurso e o impacto local deste equipamento, teve um interesse particular. Foi por esta altura que o Fluviário conquistou mais uma marca importante. Pelas suas portas já passaram 800 mil visitantes.

Aberto desde 21 de março de 2007, o Fluviário começou por ser o único equipamento do género na Europa e o terceiro em todo o mundo. Até à data, é o maior projeto municipal construído no Alentejo. É o principal motor de desenvolvimento no município de Mora, tendo significado um custo de 7,5 milhões de euros na construção dos seus cerca de 3000 metros quadrados de área.

Emblemático e diferenciador são características do projeto que fez do Fluviário de Mora aquilo que ele é hoje. A sua concretização conferiu ao município a notoriedade que antes não tinha, colocando-o no mapa enquanto destino turístico de referência. O sucesso do Fluviário é mais uma vez afirmado com a meta alcançada dos 800 mil visitantes, num município que tem menos de 5 mil habitantes e se situa no interior do País.

O Fluviário de Mora tem sido galardoado com alguns prémios, dos quais se destacam o prémio de Melhor Museu Nacional, em 2007, e a Distinção Iniciativa atribuída em 2017 pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.